fbpx

Ao pensar esse ensaio para a edição BATEU + SOUNDS, Lara Albrecht pensou instantaneamente em MOVIMENTO. Por isso teve a ideia de fazer as fotos a partir do vídeo, passando essa sensação dinâmica de movimentação. Corpos flutuantes, distorcidos, dançantes. De cara visualizou o Fábio/Yoko_mizú, performer da BATEU que tem uma gestualidade muito forte, é dançarino e também é capaz de distorcer o corpo. A composição do casting com a Franco foi super certeira pois ela é uma artista completa e excelente dançarina.

Com o uso do chroma key do estúdio móvel da Gato Podre Produções, inseriu imagens do filme/poema sinfônico visual Koyaanisqatsi de Godfrey Reggio de 1982, contendo sequências cinematográficas de centro urbanos, remetendo assim ao caos da cidade. Koyaanisqatsi na língua hopi significa “vida maluca, vida em turbilhão, vida fora de equilíbrio”, que é um sentimento que nos identificamos enquanto pessoas citadinas.

A SOUNDS é uma festa essencialmente urbana, de importância histórica com seus quase 10 anos de percurso democrático nas ruas de Floripa, e da união com a BATEU tiveram a intenção de remeter a uma visualidade e sonoridade clássicas – pela montação e som.

Se montar — que para as travestis na rua significava vestir-se de mulher — no meio clubber passou a significar extravagância, vanguarda fashion e originalidade. Foi daí que veio a inspiração das makes produzidas pela Laró nas cores azul, rosa, vermelho e preto, contrastando com a pele dos modelos. Unido as inspirações do universo dos club kids novaiorquinos dos anos 90 e do trabalho do estilista Walter Van Beirendonck com a marca Wild and Lethal Trash que teve duração entre 1993 a 1999, que o stylist Bernardo propôs como influência de estilo para o ensaio.

A proposta de fazer um ensaio fotográfico foi desconstruída com a ideia de que não tiraria fotos. Após a conclusão da edição do vídeo, feita pelo excelente joaorlazaro, Lara fez stills do vídeo e os imprimiu. Nessas imagens capturadas do vídeo, fez várias intervenções, manuais e digitais. Criou colagens com recortes, tinta e glitter. Durante o processo de escaneamento, trouxe novamente o desejo por movimento; assim, as imagens planas ganham sensação de tridimensionalidade ao ser composta por camadas em colagens, e o movimento físico na digitalização das imagens geram glitch/falhas tecnológicas.

Ficha técnica/créditos

Direção de vídeo e fotografia: Lara Albrecht
Edição de vídeo: joaorlazaro
Produção: Thiago Alvino
Beleza: Laró Prazeres
Estilo: Bernardo Botelho
Assistente de estilo: Lucas Selau

Modelos

Yoko_Mizú e Franco

Agradecimentos

Verônica Gazola e Antonio Maggioni

Leave a Reply